Aluguel de carro em Miami, EUA – Minha experiência

Esta é uma das grandes experiências de vida que posso dizer que já tenho: dirigir nos Estados Unidos. Quem me conhece, sabe o quanto eu amo dirigir, incrivelmente isso me acalma, me dá uma satisfação impressionante e acabo nem me estressando com trânsito parado, etc.

Era um dos desejos meus, alugar um carro quando chegasse em Miami, mas eu tinha muitos medos e inseguranças: Não sabia se a carteira de habilitação brasileira era aceita, não saberia abastecer nos postos lá que são autoserviço (dã), medo de algum acidente, trânsito,… Superei todos eles e fui à luta.

Claro que também pesaram a insistência e motivação do meu amigo Filipe, aqui do Brasil.

O transporte público em Miami é ruim, ônibus demora demais, táxi é uma fortuna, e eu queria visitar vários shoppings pra depois escrever aqui pro blog. A cidade de Miami, incluindo Miami Beach e arredores, é muito grande e os centro de compras maiores são afastados. Por todos os motivos, avaliei bem e aluguei um carro nos últimos dois dias.

Deixei passar o final de semana, queria poder ir a bares, beber, me divertir um pouco. Tudo isso me impediria de dirigir, é claro. Acabei me familiarizando ainda mais com a cidade, observando o trânsito com calma. No domingo de noite, jantei com amigos que moram lá em Miami, e tirei as dúvidas finais, meu amigo e ex-colega até me indicou a locadora que ele já tinha usado meses atrás, a Álamo.

Já aprendi como funcionam os pedágios lá (Tolls), onde você não precisa parar nem pagar, a câmera registra o carro por foto e envia para a locadora. Também descobri que tinha o serviço de tanque cheio, que podia ser contratado, e era barato. 🙂 Algumas dicas do trânsito (você pode dobrar a esquerda no sinal vermelho), entre outras coisas. Ah, me falaram também que NÃO precisa de nenhuma carteira especial de direção, nem aquela internacional pra guiar nos Estados Unidos, a nossa brasileira é válida. Era a injeção de ânimo que eu precisava…

Alugando o Carro

Com todas as motivações necessárias, cheguei em casa no domingo à noite (minha estadia em Miami ia de quinta até terça a noite) e fiz a reserva na mesma locadora indicada, a Álamo, para acordar cedo e ir até o Aeroporto (Miami International Airport), buscar o ‘auto’.

Acordei cedinho, peguei um ônibus expresso que tinha de South Beach até o aeroporto e fui até a locadora. Cheguei lá e peguei o trenzinho que leva até a área de locação de veículos e localizei a Álamo.

aluguel-carro-miami-passo1

aluguel-carro-miami-gps

Chegando lá, após uma pequena fila, minha reserva foi localizada. Contratei todos os seguros necessários, principalmente as proteções a terceiros, foi o que saiu mais caro. Seguro para mim e o veículo, o meu cartão de crédito já cobria. A locação do carro era, pasmem, US$ 16 por dia.

Foram duas diárias, das 10h da manhã de segunda até perto das 22h, meu vôo era meia-noite, então eu devolvi o carro lá mesmo no aeroporto. O total foi US$ 182.00, incluso o tanque cheio (US$ 35), ou seja, poderia devolver vazio (usei a metade), o GPS por US$ 25 pelos dois dias, e todas as taxas e seguros.

Não debitam nenhuma pré-autorização do cartão de crédito.

O atendente queria que eu alugasse um carro superior por poucos dólares a mais, mas eu insisti e peguei o intermediário. Eu estava muito inseguro para alugar um carro muito maior, então acabei optando pelo mesmo modelo da reserva. Na próxima viagem, certamente quero uma SUV, porque acho melhor e mais confortável. Nada de conversíveis ou luxo, não gosto mesmo, quem sabe um dia…

aluguel-carro-miami-opcoes

Escolhendo o veículo

Depois de fazer a parte burocrática, escolher grupo, contratar seguros e assinar e rubricar vários contratos, eles te encaminham para o estacionamento onde ficam os veículos. Na verdade apenas me explicaram onde era e eu fui atrás, era em outro andar, tinha os logos das locadoras que ficavam em cada um dos 3 ou 4 andares. 🙂

aluguel-carro-miami-escolha-1

Acessei o andar certo, passei por funcionários que só apontaram onde eu deveria ir, estava indicado um número do setor onde estava meu carro. Cheguei lá e fiquei parado um bom tempo, achei que alguém iria me assessorar, que nada… Depois de um tempo voltei, perguntei pra pessoa que ficava na porta do andar e ela disse: Apenas escolha o carro que você mais gostou, marca e cor dentro do teu setor e sai dirigindo, na saída do estacionamento alguém vai registrar na sua locadora, qual veículo foi escolhido.

aluguel-carro-miami-elantra

Os carros lá não tem placa na parte da frente, somente atrás. Quem quiser, pode colocar alguma placa com desenho ou estilo que desejar.

Ok, escolhi um Hyundai Elantra azul, mais pela cor, porque queria achar mais fácil nos estacionamentos. Outra opções eram Ford Focus, Toyota Corolla, etc. Mas fiquei muito satisfeito e gostei um monte do carro.

Devolvendo o carro

Foi muito corrido meu dia seguinte, eu fui visitar o Sawgrass Mills, um shopping bem distante de Miami. Acabei voltando no fim da tarde e peguei a hora do rush, quase perdi a hora. Mas tudo deu certo, no aeroporto, tem mil placas indicando onde é devolução de veículos.

Chegando no lugar certo, não tem erro, um agente da autolocadora só apontou onde eu deveria parar, perguntou se estava tudo ok com o carro. Me alertou pra eu não esquecer bagagem ou itens pessoais dentro e emitiu um recibo, foi cobrado no mesmo cartão que ficou registrado. NADA foi conferido ou vistoriado.

Dias depois me debitaram do cartão 5 dólares pelos pedágios que eu passei.

dirigindo-miami

Feliz da vida…

dirigindo-miami-2

Este é o site da autolocadora que eu aluguei o carro, só tenho elogios a fazer: www.alamo.com.

No próximo post vou falar como foi dirigir em Miami e nas estradas americanas, pedágios, estacionamentos, parquímetros, trânsito, etc. Achei melhor separar, porque este post ficou enorme, mas com certeza bem útil para quem deseja alugar um carro em viagem aos Estados Unidos.